horários de atendimento: 14h às 20h
contato: 3884.1101 | 3052.2362

Entrevista de Pacientes com Fibromialgia

Vídeo que mostra a entrevista de pacientes com Fibromialgia e como conseguiram superar suas dores.
Vídeo produzido pela Equipe de Telemedicina da Faculdade de Medicina da USP.

[polldaddy poll=2757906]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Responder
    Evani Salvaia

    Sou fibromiálgica.Sou também discriminada,dizem para eu me movimentar,andar bastante e tantas coisas.Que sou muito nova para entregar os pontos.As vezes tenho tanta dor no corpo todo,que penso que ficarei sem movimentos.Começou há 4 anos(tinha 52 anos)foi um cavário até conseguir o diagnóstico.Perdi meu emprego pois tinha que an dar demais.(agente de saúde)pedi para ser colocada em outra função,não fizeram isso.Há 2 anos sem remunieração fixa.Faço bicos.Aulas particulares,trabalhos para universitários.Nunca pensei que passaria por isso tão nova.Ajudem-me.Fiquem com Deus.

    • Responder
      Thais Saron

      Olá, Evani!
      Leia também o post sobre tratamento de Fibromialgia.
      Em breve colocaremos novo vídeo mostrando como é o tratamento multiprofissional de reabilitação.
      Um conselho: não desanime, pois sua dor tem como ser controlada e só depende de você!!!

  2. Responder
    Sandro

    Olá Thais, como vai?! Sou de Belo Horizonte – MG. Muito bacana seu site. Pode me ajudar em uma dúvida? Estou sentindo muita fraqueza. O corpo treme de fraqueza como se eu tivesse ficado o dia todo sem me alimentar, por exemplo. Não tenho tonteira nem dor, só fraqueza. Já procurei alguns médicos de outras especialidades e fiz vários exames, mas nenhum descobriu o que há comigo. Um fisiatra pode me ajudar?
    Obrigado,
    Abraços!
    Sandro Guimarães

    • Responder
      Thais Saron

      Olá, Sandro!
      Sim, um médico Fisiatra pode lhe ajudar.
      Ele vai fazer uma avaliação em você como um todo, procurar deficits de vitaminas, avaliar seu sono, sua musculatura, seus nervos, seu condicionamento e até seu humor. Fará uma avaliação completa para determinar o que está causando esta fraqueza.
      Temos profissionais muito bons em Belo Horizonte, duas Fisiatras que recomendo:
      ANA PAULA COUTINHO FONSECA-foncecap@uol.com.br
      CLAUDIA FONSECA PEREIRA-fonsecapereira@superig.com.br
      Boa Sorte!

  3. Responder
    Macá

    Thaís
    Lendo a coluna do Gilberto Dimenstein na Folha de S.Paulo de hoje, deparei com a reportagem falando sobre esse blog. Corri pra cá e publiquei uma pequena parte da matéria no meu blog (com os devidos créditos).
    Adorei e achei muito bonito seu trabalho, por isso quis repassar.
    Se quiser ver está aqui: http://www.agendailustrada.com/2010/10/pra-que-voce-tem-um-blog.html
    um beijo e obrigada pela sua dedicação.

    • Responder
      Thais Saron

      Olá, Macá!
      Visitei o seu blog e ele é muito gostoso de ler!Parabéns!Vou linkar!
      Obrigada pelo carinho!

  4. Responder
    Célia Nowak

    Fui diagnosticada como Fibrogialgica há quase 16 anos. Naquela época meu marido trabalhava num local que dava convênio médico. Ha mais de 6 anos não temos convênio. Gostaria de saber como conseguir tratamento gratuito. Também não tenho condições de comprar os medicamentos, nem fazer fisioterapia.
    Alguém poderia me ajudar?

    • Responder
      Thais Saron

      Olá, Célia!
      Peça ao seu médico um encaminhamento para conseguir atendimento no SUS. O Hospital das Clínicas é um dos locais mais indicados para fazer tratamento.
      Boa sorte!