horários de atendimento: 14h às 20h
contato: 3884.1101 | 3052.2362

Fisiopatologia da Fibromialgia

COMO ACONTECE A FIBROMIALGIA??
ASSISTA O VÍDEO ABAIXO PARA SABER COMO ACONTECE A FIBROMIALGIA E SEUS PRINCIPAIS SINTOMAS.
Este vídeo foi elaborado pela Disciplina de Telemedicina da Faculdade de Medicina da USP.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=HO5CHBCqUqw]

[polldaddy poll=2757906]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Responder
    Cristina

    Olá Dra Thais
    Ficou LINDOOO!
    Ficou ÓTIMO!
    Gostei muito!
    Beijos

    • Responder
      Thais Saron

      Obrigada, Cris!
      Tem um dedinho seu aí!
      beijos

  2. Responder
    Elisangela

    Olá dra gostei muito dos video .
    Eli

    • Responder
      Thais Saron

      Obrigada, Elisangela!
      Estou à disposição para eventuais dúvidas!!

  3. Responder
    Edna Dias da Silva Oliveira

    Bom dia,Thais,meu nome é Edna,tenho 48 anos e sou portadora de mielopatia espondilótica cervical.Há cerca de 45 dias,fui submetida à descompressão medular com artrodese cervical via anterior,e foram retiradas três hérnias….. Apesar do medo,fiz a cirurgia,correu tudo bem,foram colocados,cages,enxerto ósseo,placa,oito parafusos,etc…No começo sentia apenas as dores próprias da cirurgia,até suportáveis.Passados um mês da cirurgia,comecei a sentir,dores intensas no ombro esquerdo,dor em queimação,e agora as dores voltaram,no pescoço e na parte cervical,onde provavelmente,está o implante…Estou fazendo fisioterapia domiciliar,bem leve,apenas para fortalecer a parte cervical,e há poucos dias o médico me receitou um medicamento pra dor neuropática… Sabe,eu estava reagindo bem à tudo isso,mas eu não tinha a noção exata da gravidade dessa doença,e só há alguns dias atrás,tomei conhecimento da seriedade dessa patologia!Pelo que entendi,o problema é na medula,que está lesionada,e tudo é ligado à parte neurológica!Antes de fazer a cirurgia, eu mal conseguia andar.Agora ando normalmente,mas as dores que sinto, continuam…Não sei se esse é um sintoma passageiro,ou se eu vou ter de conviver com essas dores.O fato é que me sinto meio que deprimida,não pensei que se tratasse de algo tão sério!Peço o favor de você,me dar o seu parecer à respeito dessa doença,e segundo sua experiência no assunto,você acha que posso perder meus movimentos?Queria que você fosse sincera…. Pois eu preciso saber e entender quais os riscos reais que corro,até mesmo pra que eu me cuide e procure sempre tratamentos e alternativas pra uma melhor qualidade de vida!O médico me disse que não vou poder mais trabalhar e vai pedir aposentadoria por invalidez.Ele me disse que o quadro é sério,e que eu não posso mais fazer o mínimo esforço na coluna,e até mesmo,nas atividades em casa,estarei limitada…Pra mim,que sempre fui uma pessoa ativa,está sendo difícil aceitar que é hora de ¨parar¨,pro meu próprio bem…Gostaria muito de saber sua opinião,o mais claramente possível,me orientando sobre seu conhecimento à respeito dessa patologia! No mais,agradeço e aguardo ansiosa uma resposta…Grata…

    • Responder
      Thais Saron

      A mielopatia espondilótica cervical é uma doença crônica decorrente da compressão da medula espinhal por um canal vertebral estreito (estenose do canal vertebral). Os sintomas mais comuns são dormência nas mãos e a dificuldade de andar. Nos casos mais graves podem cursar com reflexos exacerbados, perdas urinárias por falta de controle do esfincter da bexiga, e até dificuldade para movimentar os braços e pernas.
      O prognóstico (evolução da doença) após o tratamento cirúrgico depende do grau de comprometimento neurológico que o paciente apresenta e sua idade.
      Com relação à idade , Edna, você é jovem, tem grandes vantagens, mas não sei qual o seu quadro clínico antes da cirurgia, por este motivo, você precisa tirar suas dúvidas com o médico que fez sua cirurgia, pois ele te examinou antes e poderá lhe esclarecer sua dúvida de maneira fidedigna.
      Abra seu coração para ele e explique suas preocupações e dúvidas, tenho certeza de que ele vai te explicar tudo direitinho, ok?
      Espero ter ajudado!

  4. Responder
    Edna Dias da Silva Oliveira

    Boa noite,Thais, só hoje,dia 14/02, foi que li sua resposta às minhas dúvidas.. Agradeço por suas explicações e fiquei feliz,por perceber que mais alguém,se importa com o que acontece com pessoas como eu,que tem essa patologia e que ficam tão inseguras,sem ter a noção exata do que seja a doença! Às vezes, fica um pouco difícil,pois nem mesmo o médico,explica o quão séria é a doença e isso,de certa forma,termina por me deixar com muitas dúvidas…Foi ótimo poder ler sua resposta,porque amanhã dia 15/02,tenho uma consulta com ele, para levar o resultado da outra RM da coluna cervical e eletroneuromiografia e me sentirei mais segura para perguntar tudo o que não entendi e de acordo com o resultado dos exames, tirarei todas as dúvidas e perguntarei detalhadamente sobre minhas perspectivas à médio prazo…Acho que é típico de quem está com qualquer problema um pouco mais sério,querer saber tudo,mas por outro lado,existe um limite pra tudo!Até mesmo para os profissionais que entendem do assunto…Eles não podem garantir com 100% de certeza,que vai acontecer isso ou aquilo,pois tudo depende de diversos fatores,não é? Cada pessoa, cada organismo reage de uma maneira,mas vou pedir para ele,que dentro do limite,ele me deixe esclarecida quanto ao meu quadro ,após os novos exames…Mais uma vez,lhe agradeço por sua gentileza ao me responder,sem nem mesmo me conhecer! Um abraço e assim que eu tiver as explicações da parte do médico,se você não se importar,volto aqui para lhe contar o resultado de minha consulta,ok? Até mais,grata….